“O Inspetor Geral” (Teatro)

O Inspetor Geral de Nicolai Gógol (1809-1852) é um drama tragicômico que gira em torno da corrupção nas relações de trato com a coisa pública. A trama é desenvolvida a partir de um equívoco que é desvendado no final. Subornos e propinas, enganos e vantagens são recorrentes no desenrolar da história.

A encenação de O Inspetor Geral é uma realização do Grupo de Pesquisa Laboratório de Criação e Recepção Cênicas (LaCrirCe). O processo de criação cênica é fruto da intercessão entre dois projetos de Iniciação Científica do Departamento de Teatro da URCA: “Escrita dramática em laboratórios teatral-investigativos” e “A visualidade no processo criativo do ator: os elementos visuais do espetáculo na linguagem da encenação teatral”, respectivamente orientados pela professora Cecília Raiffer e pelo professor Luiz Renato Moura. O espetáculo tem como ponto de partida a investigação das estratégias que instalam a teatralidade da cena, fundamentada no trabalho dos atores.

Ficha Técnica

Texto: Nikolai Gógol

Encenação: Cecília Raiffer

Adaptação: Cecília Raiffer e Luiz Renato Moura

Elenco:

INSPETOR GERAL: Taynaria Romão (estudante do Curso de Teatro da URCA);

GOVERNADOR: Áleff Alves (estudante do Curso de Teatro da URCA);

CHEFE DO CORREIO, JUIZ, CRIADO DO INSPETOR: Luiz Renato (professor do Curso de Teatro da URCA);

DIRETOR DO HOSPITAL, FILHA DO GOVERNADOR, FAZENDEIRO BOB: Renato Érickles (estudante do Curso de Teatro da URCA);

DIRETOR DA ESCOLA, ESPOSA DO GOVERNADOR, FAZENDEIRO DOB: Wagner Petroli (estudante do Curso de Teatro da URCA).

 
Anúncios