Simpósios Temáticos

ST 1 – Gênero(s), Sexualidade(s) e Subjetividade(s)

Coordenadores:
Prof. Joaquim dos Santos  (URCA)
Prof.  Roberto Marques (URCA/UECE)

 Este simpósio temático pretende fomentar o debate sobre questões de gênero e sexualidade na contemporaneidade. Ele provocará diálogos sobre processos históricos e subjetividades tocantes às construções e desconstruções dos gêneros e suas conexões com a sexualidade. De caráter transdisciplinar e nos diálogos com a contemporaneidade, as reflexões têm como base as identidades de gênero e sexualidades; violência e exclusões; masculinidades e feminilidades; movimentos sociais e trajetórias de sujeitos individuais e coletivos; memórias, linguagens e narrativas; sensibilidades e subjetividades; usos políticos dos gêneros e políticas públicas; práticas de ensino e processos formativos; cultura(s), corpo e sexualidade.  Portanto, este ST receberá trabalhos que fazem uso de diferentes fontes, temas, abordagens e problematizações nos estudos de gênero e sexualidade.

 ST 2 – Cultura Política, Narrativas e Ensino de História

Coordenadores:
Profa.  Marylu Alves de Oliveira (UFPI)
Prof.  Iarê Lucas Andrade (URCA)

A elaboração do conceito de culturas politicas engendra as formas pelas quais se manifestam os projetos de sociedade, de Estado ou uma dada leitura compartilhada do passado comum, estando relacionada com narrativas que se tornam presentes em diversos olhares e problematizações no Ensino de História. Através de instituições como a família, os partidos, os sindicatos e as escolas, as Culturas Politicas articulam ideias, valores, crenças, ritos, ademais de lutas políticas e culturais. A proposição deste ST tem como objetivo a abertura de espaços para discutir as relações entre Culturas Politicas, Culturas Históricas, Narrativas e Ensino de História considerando estudos de casos, diferentes abordagens, objetos e períodos. A temática busca atingir a ação de indivíduos, grupos e movimentos sociais, através de distintos modelos explicativos e leituras sobre o passado em termos culturais e políticos, em tempos de contemporaneidade em crise na qual esses elementos se encontram na base dos Debates e possíveis explicações.

 ST 3 – Literatura, História e Linguagens

Coordenadores:
Profa. Rosilene Melo (UFCG)
Prof. Danilo Linard Teodoseo (URCA/UFC)

Considerando as sensibilidades históricas que têm marcado nosso tempo presente, visamos reunir pesquisas e trabalhos que coloquem em perspectiva narrativas literárias, assim como outras linguagens (gráficas, cinematográficas, musicais, audiovisuais, entre outras). Nossa intenção é discutir as questões que marcam (ou marcaram) nosso espaço de experiência, assim como, os horizontes de expectativa que problematizam nosso tempo. Na medida em que essas linguagens colocam em questão temáticas políticas, sociais, culturais, econômicas, religiosas, sobre gênero, identidades e diversidade, discutir as imagens, representações e apropriações então construídas constitui um campo de pesquisas mais do que fértil em questionamentos históricos.

 ST 4 – Ditaduras, História e Memória

Coordenadores:
Profa. Sônia Meneses (URCA)
Profa. Valeria Aparecida Alves (UECE
Prof. José Airton de Farias (IFCE/UFF/URCA)

 A proposta deste simpósio temático é reunir trabalho que discutam o papel das ditaduras tanto no Brasil como em outros países do Cone Sul. Serão bem vindos trabalhos que discutam memória, história e narrativas produzidas a partir dos meios comunicação, oralidades, cinema, produções historiográficas, instituições, biografias que abordem a temática. A intensão é problematizar como experiências autoritárias reverberam nos espaços das democracias contemporâneas.

 ST 5 – História Pública, Ensino e Patrimônio

Coordenadores:
Prof.  Ricardo Oriá  (Câmara de Deputados )
Prof.  Egberto Melo (URCA)

 Nosso objetivo é agregar pesquisas em andamento ou já concluídas que tenham por base a história pública produzida em arquivos, centros de memória, museus, programas diversos de televisão, rádios, livros variados, jornais, revistas, histórias em quadrinhos, material produzido por organizações governamentais e não governamentais e sala de aula, que dialoguem com a dimensão do ensino e como produção de memória e narrativa identidades.  Entende-se que as narrativas diversas que compõem a história pública motivam as consciências históricas tanto nos espaços escolares como não escolares, a exemplo do uso da rede mundial de computadores e suas hipermídias, como textos, vídeos, sons e animações digitais. Com base nos objetivos do História e Contemporaneidades, queremos compartilhar trabalhos de origens disciplinares e de conhecimentos diversas. Esperamos debater proficuamente as relações do ensino de história com: as culturas materiais e imateriais; patrimônio; as narrativas cênicas do cinema, da televisão e outras mídias; ensino de história e narrativas orais; manuais didáticos, dos livros e literatura populares, como a literatura de cordel; dentre outros. Esperamos favorecer comunicações de trabalhos acadêmico que envolvem hábitos, culturas e sociedades em variadas audiências para além da história como entretenimento.

 ST 6 – Religião e Religiosidades: Discursos, Práticas e Instituições 

Coordenadores:
Prof.  Edilberto Cavalcanti Reis (UECE)
Profa.  Maria Arleilma Ferreira de Sousa  (URCA
Profa. Francisca Jaquelini de Souza Viração (URCA/UFF)

 Esse grupo de trabalho tem o objetivo reunir e fomentar o diálogo entre pesquisadores que, a partir de diferentes abordagens teóricas e metodológicas, desenvolvem estudos relacionados às instituições religiosas no Brasil, bem como, as várias práticas de religiosidades e crenças oficiais e não oficiais. Discutir e problematizar a pluralidade religiosa atual e as tendências de diálogo no campo religioso é essencial para se compreender a religiosidade do mundo contemporâneo. Pluralidade e mobilidade religiosas perpassam a realidade e os dados estatísticos da atualidade. Este contexto culturalmente plural convida as tradições religiosas e espirituais a dialogarem. Sem renegar ou desconhecer o que há de único e irrevogável em cada experiência, trata-se de perceber, no convívio com a diversidade, o dinamismo espiritual que está entre e para além das religiões e práticas devocionais.

 ST 7– Patrimônio Cultural e Lutas Políticas

Coordenadores:
Prof.  Ítalo Bezerra (UVA)
Profa. Patrícia Alcântara Bezerra (UFPE)

 A proposta deste ST se volta para o desenvolvimento de discussões que tratam o Patrimônio Cultural enquanto espaço de problematizações e proposituras sobre a ampliação da participação e inclusão de atos individuais e coletivos, considerando distintos atores sociais como artistas, feministas, sindicalistas, lideranças de grupos culturais, dentre outros, que produzem e elaboram experiências políticas e usos do passado em suas trajetórias de lutas. Tais experiências vêm demarcando as práticas culturais e os processos de tombamento, mediando as políticas de preservação do patrimônio cultual. Nesse sentido, o debate proposto almeja tratar sobre as possibilidades, no ensino e na pesquisa, em como os sujeitos individuais e coletivos propõem transformações políticas ao tempo em que estabelecem as relações com as chamadas memórias oficiais ou modelos interpretativos dominantes e excludentes.

 ST 8– História, Movimentos Sociais e Direitos Humanos

Coordenadores:
Prof.  Reginaldo Domingos (UFCA)
Profa. Maria Lucélia Andrade (URCA)

 No último terço do século XX, a reorganização das esquerdas modificou a atuação coletiva na crítica sistêmica. Às questões de classe são somadas outros elementos, vinculados ao direito de memória, às questões étnicas, à luta em defesa do meio ambiente e o fortalecimento dos movimentos em defesa da diversidade sexual e pela igualdade de gênero. A proposta do Simpósio é reunir trabalhos que abordem os diversos movimentos sociais contemporâneos, dando ênfase sobretudo à diversidade de práticas associativas originadas a partir da redemocratização no Brasil. Partindo da ideia de historicidade dos direitos humanos e de uma concepção ampla destes na contemporaneidade, o Simpósio visa congregar estudiosos que desenvolvam trabalhos acerca dos movimentos sociais contemporâneos e seus sujeitos, suas representações, demandas e práticas.

 ST 9 – História e Cultura Afro-brasileira, Africana e Indígena

Coordenadores:
Profa.  Cícera Nunes (URCA)
Prof.  Antônio José de Oliveira (UFC)

 Este simpósio temático abarcará pesquisadores, professores, estudantes e militantes que trabalham com questões relacionadas à história e cultura afro-brasileiras, africanas e indígenas na contemporaneidade. Este espaço reflexivo almeja fortalecer os debates sobre as intersecções entre ensino, pesquisa e extensão universitárias atreladas às questões étnico-raciais. Nesse sentido, o ST será uma plataforma de reflexão e troca de experiências tocantes à historiografia e ao ensino de história; às crenças e práticas religiosas de matrizes africanas e indígenas; à memória e ao patrimônio cultural afro-brasileiro, africano e indígena; às relações étnico-raciais e suas conexões com a história das relações de gênero; às lutas dos movimentos sociais e políticas públicas para a igualdade racial; à saúde e à educação.

10. Festeiros e Devotos: o estudo das festas e das religiões na contemporaneidade

Coordenadores:
Profa.  Edianne dos Santos Nobre  (UPE)
Prof.  Mário Ribeiro dos Santos (UPE)
Profa. Simone Pereira da Silva (UFF)

 As festas e expressões culturais populares constituem férteis campos de análise das experiências religiosas nas mais diversas temporalidades e lugares. As diferentes formas de comunicação com o sagrado, sobretudo cristãs e afro-brasileiras, vivenciadas nos diversos contextos das celebrações no Brasil serão o foco desse simpósio, que entre outros objetivos, busca reunir estudantes e pesquisadores que enxerguem no interior dessas experiências individuais e coletivas uma pluralidade de abordagens instrumentalizadas por diferentes concepções teórico-metodológicas. Partindo dessa premissa e nos espelhando na atual conjuntura, discutir sobre festas e religiosidades dentro da universidade é uma oportunidade para problematizar o próprio papel do curso de História na sociedade, as interfaces com a educação, a ampliação dos currículos escolares, a atualização das práticas de ensino, a contextualização dos conteúdos, entre outras mudanças voltadas para a valorização dos diferentes saberes e práticas. O simpósio busca reunir estudantes interessados em problematizar entre outras questões, o lugar social dos populares nas diversas celebrações e expressões culturais, a ocupação dos espaços públicos, as relações com os poderes públicos instituídos, a reconfiguração das programações festivas oficiais, as políticas públicas de incentivo, as ações de salvaguarda, entre outros temas que nos levam a refletir sobre relações de poder, intolerância religiosa, identidade, memória, ancestralidade, patrimônio cultural, educação, entre outras abordagens que multiplicam os sentidos das festas e religiosidades como objeto de estudo da História.

 11. História, Espaço e Natureza

Coordenadoras:

Profa. Jane Semeão (URCA/UFGRS)
Profa. Priscilla Queiroz (UFCA/UFF)
Profa. Rúbia Micheline M. Cavalcanti (URCA/UFF)

A partir da compreensão de que existem diversas formas de gestão e apropriação da natureza no ordenamento do espaço pelas sociedades, envolvendo processos objetivos e subjetivos em que se imbricam relações de poder e valores estéticos vinculados a determinados modelos de visão e percepção, é que o simpósio Temático História, Natureza, Espaço pretende reunir trabalhos que, a partir de diferentes temporalidades, estabeleçam relações entre grupos sociais e natureza em suas diversas formas de interação e construção/apropriação do espaço. Dessa forma, serão bem-vindas pesquisas que tomem como objeto de discussão: configurações de território, políticas de patrimônio e preservação da natureza, relações entre ciências e recursos naturais, ideias de natureza, políticas de aproveitamento econômico da natureza, construções de memória e identidade e processos subjetivos de constituição de paisagens e geografias imaginárias.

ST 12 – Formação Docente, Práticas de Ensino e Processos Formativos

Coordenadores: Profa. Dra. Isaide Bandeira da Silva (UECE)
Profa. Dra. Paula Cristiane de Lyra Santos (URCA)

Este ST reunirá pesquisadores, estudantes e professores que se dedicam às pesquisas voltadas à formação de professores, abarcando toda a rede de relações constitutivas dos processos formativos. Nesse sentido, o Simpósio receberá trabalhos cujas problemáticas analisam materiais didáticos, currículos, diretrizes e programas formativos, estágios supervisionados e etc. De igual modo, ele acolherá trabalhos sobre práticas de ensino, abrindo espaço, assim, para experiências em espaços educativos escolares e não escolares, educação patrimonial, projetos e programas de monitoria e extensão universitárias, relatos de experiências. Nesse direcionamento, questões relacionadas às relações de poder e percursos formativos constitutivos de identidades de docentes e discentes serão refletidas à luz das relações entre história, ensino de história e educação.

Anúncios